segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Acabar algo afecta-me sempre. Positiva ou negativamente depende do que se acabou, mas existe sempre um travo que fica, uma sensação que teima em não desaparecer durante umas semanas.
Acabei o CET. Finalmente penso. Precisava disto, queria mesmo esta certificação, que me vai abrir portas para entrar num mundo para o qual tenho olhado de fora da janela e desejado mil e uma vezes entrar. Mas ficou no entanto um pequeno travo amargo. Saudades suponho, melancolia. Conheci pessoas diferentes, pessoas que me abriram os olhos para outras realidades e outros pontos de vista, que me fizeram pensar e que me obrigaram a ponderar algumas coisas que eu tomava como certas.
Apesar de não saber se realmente aconteceu, gostava que cada um deles tenha aprendido um pouco que seja comigo, pois se tal aconteceu, então a minha passagem por ali não foi totalmente uma perda de tempo.
Sou péssimo em despedidas, detesto aquele típico "Adeus, gostei muito de te conhecer...". Deixa-me desconfortável, sempre o fez. Por isso mesmo não disse nada a nenhum deles, não lhes disse o quanto me diverti, ou o quanto me ensinaram, ou o quanto alguns me torraram a paciência (devem pensar que o mundo é um mar de rosas não?!). Não disse nada. Apenas "Até um dia destes." Sou péssimo em despedidas...
Alguns deles vou ver de novo, talvez até bastante em breve. Outros, talvez não possa estar pessoalmente com eles durante bastante tempo, se é que voltarei a estar. Esta foi a maneira que arranjei de agradecer os momentos a cada um deles.
Tentaria fazer um agradecimento pessoal a cada um, quer aos colegas de turma, quer aos formadores, mas a verdade é que naqueles dois dias foi precisamente o que me andei a esquivar fazer. Deixo um grande obrigado quer aos meus colegas de turma, quer aos meus formadores. Agradeço especialmente o facto de me terem feito compreender que eu talvez não seja tão mau quanto penso que sou, que afinal sei bastante mais do que realmente me apercebo. Agradeço ainda mais o terem-me mostrado que o meu caminho de aprendizagem ainda mal começou e que apesar de até ter umas luzes em informática, que existe muito, mas mesmo muito mais a aprender.
Sentirei saudades porque cada um de vós passou de um oponente a vencer (que sim, foi assim que olhei para todos vós no primeiro dia do CET, um oponente, um adversário que eu teria que vencer, alguém cujo conhecimento eu teria que bater) a um amigo com quem partilhei bons momentos, a um amigo que aturou as minhas neuras e me disse que eu conseguia aguentar, a um amigo que me deu mais confiança em mim mesmo. Porque cada um de vós é especial e valioso pelas diferentes experiencias passadas e pelo que têm a dar a quem vos cruza o caminho. Terei saudades.
Um grande abraço a todos vós:
Ana Almeida, Catarina Gavancha, Diogo Tavares, Emanuel Balsa, Edgar Matos (sei que não aprecia muito o seu ultimo nome, portanto fica assim), Nelson Cebola, Paulo Silva, Paulo Serol, Leonardo Silva, Carlos Rodrigues, Ricardo Almeida, Ricardo Rosa, Luís Alegria, Filipe Reixa, Silvia Gomes, Andreia Rodrigues, Susana Monteiro, Helena Pinadas, Hugo Parente, José Gonçalves.
Welcome to the Grove.

5 comentários:

Paulo disse...

Tal como tu também eu sou um bocado mau em despedidas, assim compreendo-te perfeitamente (nem estranhei o não ires almoçar).
Para mim, mais que um oponente, foste um estímulo, obrigado por tudo o que aprendi contigo.
Foi um previlégio,

Paulo Silva

Paulo disse...

Tal como tu também eu sou um bocado mau em despedidas, assim compreendo-te perfeitamente (nem estranhei o não ires almoçar)!
Para mim, mais que um oponente, foste um estímulo e um amigo. Obrigado por tudo o que aprendi contigo.

Foi um previlégio,

Paulo Silva

JCarvalho disse...

As primeiras impressões passam depressa. E vocês rapidamente apagaram essa mesma impressão e a substituiram por algo muito melhor.
Abraço.

Apneatique disse...

Bromance
:P

@@@@

Ricardo Rosa disse...

Same here, também detesto despedidas e o sentimento de que há pessoal com quem passei quase 1 ano de vida e que muito provavelmente nunca mais vou ver.

Mais do que o CET, adorei o pessoal da turma e os profs, não me importava que o curso durasse mais 1 ano.

Pode ser que daqui a 1 ano o pessoal combine um jantar.

Abraço,

Ricardo Rosa